Como educar filhos no Japão, com Solange Uwada

Como educar filhos no Japão, com Solange Uwada

Depois da era “Dekassegui” muitos decidiram ficar no Japão pela qualidade de vida. Muitas pessoas estabeleceram-se em diferentes comunidades brasileiras e criaram uma família. Com a família distante para acompanhar o crescimento da família e crianças nem sempre é fácil. Neste blog apresentarei 4 dicas importantes focadas no tema multi-cultura para as mamães e papais. Este artigo foi criado baseado no vídeo e entrevista de Solange Uwada, mãe de Yudi, Yukio e Yuumi, fundadora da Yukimi Enterprise e tradutora intérprete.

  1. Ensine a língua materna

Solange considera a linguagem materna como linguagem emocional, isso facilita a comunicação de emoções e conexão familiar. Ao aprender o português como 1a língua isso facilitará muito no futuro da criança pois muitas línguas são baseadas no latim como o espanhol e inglês. Muitos se preocupam em se a criança irá aprender o Japonês mesmo tendo o português como primeira língua. A resposta de Solange é “As crianças vão aprender a língua local sem nenhuma preocupação, pois a tv e em japonês na escola escutar e se comunicar apenas em Japonês” e cita que por isso é importante falar com eles em português em casa, para não esquecer a língua materna. Além da criança se sentir mais incluída na família e cultura, e também  a possibilidade de se tornar poliglota é maior. 

  1. Respeito a cultura local.

Ensine a importância da cultura local, uma criança que aprende sobre diferentes culturas desde da base se torna mais diverso e aceito de novas culturas. Influenciando a ter curiosidade diante coisas novas. 

  1. Mentalidade internacional 

As crianças que nasceram entre pais estrangeiros no Japão não são aceitos como japoneses. Muitas crianças que nasceram e cresceram aqui não sentem que o Japão é o lugar delas e o contrário também existe, muitos acham difícil responder a pergunta “onde e o seu furusato?” Furusato na tradução literal significa cidade natal. Porém o furusato tem um significado mais profundo e é mais chegado a identidade. Muitos são considerados *Third culture kids TCK* que significa Crianças com a terceira cultura; Cultivar a mentalidade internacional é essencial nessa era. A Mentalidade internacional para mim e entender que o nosso “furusato” e onde ou qual cultura nos identificamos mais dando a liberdade cultural internacionalmente.

  1.  Influencie a criança para estudar a cultura de sua Família

Como mencionado anteriormente, a importância da língua materna influencia muito com esse próximo ponto. Quando aprendemos a língua de um país nos conectamos com a cultura e apreendemos algumas tradições, também temos palavras e frases que simplesmente não tem tradução. O terceiro ponto é sobre comunicar sua cultura para as crianças. E sobre conectar a essência família com a criança. Compartilhe as comidas culturais, músicas e tradições.

Para mais dicas sobre esse assunto clique aqui!

Obrigada por visitar o nosso blog! Compartilhe com seus familiares e amigos!!

Na BrasTown você pode encontrar e salvar os pontos brasileiros no Japão!

Postagens relacionadas