Entrar

Um pouco sobre o Onsen no Japão ♨️

Um pouco sobre o Onsen no Japão ♨️

Onsen é o famoso banho público de aguas termais no Japão. A ilha Japonesa contém muitos vulcões e por isso existem muitos onsens naturais! As fontes termais são pontos turísticos e culturais. Entenda um pouco da história do Onsen e sua cultura.

A origem do Onsen

Embora o início exato do Onsen no Japão não seja claro, as fontes termais são referenciadas no Nihon Shoki (livro “Crônicas do Japão”), que foi escrito na segunda metade do século I. No texto Nihon Shoki, três dos onsens mais antigos do Japão são mencionados: Dogo-Onsen da Prefeitura de Ehime, Shirahama Onsen da Prefeitura de Wakayama e Arima Onsen da Prefeitura de Hyogo. Outro texto antigo, Manyoshu, também se refere a várias áreas onsen em todo o Japão.

O contraste do passado e presente do Onsen

A popularidade do onsen veio à medida que ele se desenvolveu ao longo da rede de ferrovias que agora cobre todo o Japão. O onsen passou a desempenhar um papel importante na indústria do turismo no Japão, mas sabe-se que ao longo da história que eles nem sempre foram acessíveis a todos. Por exemplo, durante o período Kamakura, os onsens eram considerados um luxo e eram referidos como um “resort de saúde”, visitado principalmente pela nobreza e pelos soldados. Só mais tarde é que as pessoas comuns foram autorizadas a usar o onsen. Hoje, eles servem como uma forma divertida e relaxante para amigos, colegas, familiares e casais, não apenas descomprimir da vida agitada da cidade, mas também fortalecer os laços sociais. Os horários mais populares para visitar os onsens são durante os finais de semana prolongados e feriados (como a Golden Week ou o Ano Novo), mas são frequentemente aproveitados como escapadelas noturnas também.

Por que é tão famoso?

Além de suas qualidades terapêuticas e relaxamento, acreditava-se que os onsens possuíam poderes místicos e sagrados por causa do conteúdo mineral da água da nascente geotérmica. Além disso, o processo de criar um fogo para aquecer a água para um banho era historicamente uma provação, então a água quente natural que emanava da terra tornou-se algo altamente valorizado. Os japoneses não eram os únicos amantes do banho, olhando para outras culturas ao redor do mundo um dos exemplos mais conhecidos que vem à mente é o dos antigos romanos, cujas casas de banho ainda podem ser visitadas até hoje.

Para ser certificado pelo governo japonês (regulamentos conhecidos como onsen-hou, 温泉法), um onsen deve ser composto de água de nascente natural que tenha pelo menos 25 ° C em seu estado natural e contenha pelo menos 1 a 19 minerais ou elementos químicos específicos dentro de um determinado parâmetro. Minerais como enxofre, ferro e magnésio têm propriedades terapêuticas que podem ajudar a promover a saúde da pele, reduzir dores e até estimular o sistema imunológico. Muitos onsens anunciam o conteúdo mineral específico de sua água, bem como os efeitos de cura que os acompanham, fazendo com que os banhistas colham os benefícios desses nutrientes minerais.

Outra razão pela qual os onsens são tão populares hoje é o desenvolvimento em torno deles. Onsen é um fenômeno geotérmico que ocorre naturalmente em todo o Japão, mas sua presença frequentemente resultou no desenvolvimento de cidades e vilas nas áreas circundantes. Eles são conhecidos como onsen machi (温泉街), e geralmente apresentam ryokans, que são semelhantes às pousadas tradicionais japonesas. Muitos ryokans costumam utilizar a água termal natural em seus próprios banhos, atraindo ainda mais clientes para seus serviços. Com a presença das fontes termais e o conforto do ryokan japonês, o atrativo final está na comida. Muitos ryokans oferecem culinária local fresca, bem como especialidades regionais, às vezes encontradas apenas nesta área. Onsens são a base sobre a qual essas atrações turísticas prosperam.

Compartilhe essa curiosidade da cultura Japonesa com seus amigos e familiares. Siga nossas redes sociais para estar recebendo mais informações como esta! Agradecemos a sua visita!

Encontre os points Brasileiros no Japão na Brastown.jp

Postagens relacionadas